sexta-feira, 16 de julho de 2010

Tempo...


Houve um tempo
Em que o tempo era tão grande
Que tínhamos tempo de sonhar amando
Hoje vejo este mesmo tempo tão pequeno
Diante da avalanche de sentimentos
Que atormenta e balança meu coração
Não sei onde ficou os sonhos
E nem as saudades daquele tempo
E também não sei se quero me livrar deste tormento
Das minhas desgraças dou gargalhadas
Para iludir minha dor
O tempo corre numa velocidade que não alcanço
Fazendo-me lembrar que há muito tempo atrás
Eu fiz planos para o futuro tempo
Mas o tempo deu-me uma rasteira
E de uma forma cruel
Arrancou-me do peito toda esperança
Fazendo-me ser palhaço no palco desta vida
Eu deveria ter tido mais tempo
Para ludibriar o tempo
E hoje ser uma pessoa mais decente
Escondendo minha dor

Daynor Lindner


Publicado no site: O Melhor da Web em 07/07/2009
Código do Texto: 32800

Nenhum comentário:

Postar um comentário