terça-feira, 20 de julho de 2010

Inundo-te com meu SER...


Com um silêncio que grita,
numa noite escura,
sem estrelas, sem Lua,
te tenho a meu lado,
num esplendor, toda nua...
Teu puro e santo sono,
me leva a um sonho, insano...
Te vejo envolta em nuvens
num límpido céu, onde deslizas
em meio a luzes e brisas...
Voam teus cabelos, revelando a
candura da tua nuca, envolvendo
tua face deixando a mostra lábios
sedutores, molhados pelo doce
mel da paixão e do desejo...
Espelha radiante, luz fulgurante
vinda dos teus olhos que me convidam
a te seguir, emergir do sonho e
me fazer surgir a teu lado, numa
singela cavalgada de prazer...
Desfazem-se então algumas brumas
que te escondiam, revelando seios
róseos, rijos de vontades, clamando
minha boca a envolvê-los e tê-los por
completo num mar de águas revoltas...
Vôo ao teu encontro e encontro
teu corpo inteiro, agora prá mim
já desnudo de tudo que te envolvia,
me revelando tuas alvas carnes,
seus pêlos, envolvendo todo teu fogo...
Visão do Paraíso, lábios se abrem
e exalam o perfume do sexo, posto em flor
expõem teu SER e me convidam a ter
os mais longos e sonhados momentos de AMOR,
desejando-me, abraçando-me, sugando-me...
Envolvo-me então em ti, perdendo o rumo,
tendo só o suor do teu desejo a me guiar,
mergulho então em ti, nas tuas águas
e inundo-te com meu SER, espalhando aos cantos,
uma torrente de paixão, deixando o céu em prantos...

Daynor Lindner


Publicado no site: O Melhor da Web em 20/07/2010
Código do Texto: 60458

Nenhum comentário:

Postar um comentário